Período de inscrição:
*
Taxa de inscrição:
*
Forma de pagamento:
Boleto Bancário ou Cartão de Crédito
Data e Local de Prova:
*
Relação candidato-vaga:
6,43 (Vestibular 2020.1)
Mensalidade:
R$ 5.030,15 (Vestibular 2020.1)
Período:
Matutino
Unidade:
FGV
Avenida Paulista, 548 – Bela Vista – São Paulo
Contato:
(11) 3799-3608 e (11) 3799-3755
Sobre o curso

O curso de Relações Internacionais da FGV foi feito para transformar o horizonte profissional de estudantes brasileiros interessados em seguir uma carreira global. Trata-se de um programa desenhado para equipar os alunos com as habilidades e competências necessárias para trabalhar em organismos internacionais, bancos de investimento, organizações não-governamentais, consultorias de risco político, empresas multinacionais, mídia e comunicação, além de carreiras em pesquisa aplicada. 

Ao longo do curso, os alunos estudam questões de geopolítica e diplomacia, conflito e crises humanitárias, economia e finanças globais, cooperação internacional para o desenvolvimento, técnicas de negociação em contextos multiculturais, avaliação de políticas públicas e Big Data.

ACESSE AQUI o folder do curso.

Por que escolher?

Desde o início do curso, os estudantes são preparados para a prática profissional em um leque diverso de carreiras globais. Adquirem repertório de conceitos, métodos e técnicas para dar assessoria, fazer análises qualificadas da conjuntura política e econômica, gerir projetos, elaborar pedidos de financiamento, escrever artigos de opinião para a grande imprensa, produzir e gerenciar grandes bases de dados, interpretar estatísticas e desenhar estratégias de negociação. Ao fim do curso, os egressos estão qualificados para realizar essas tarefas com proficiência em ambientes multiculturais e multilinguísticos. Nossa função é garantir que todos os egressos tenham os instrumentos necessários para fazer as melhores escolhas profissionais e construir uma trajetória própria, produtiva e criativa.

Enem

Além do resultado do Vestibular, a FGV também classifica candidatos com base nas notas fornecidas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais do Ministério da Educação (INEP/MEC). 

Processo Seletivo Internacional

O processo seletivo internacional é desenhado para o aluno que fez exames de admissão universitária internacionais, tais como SAT, Abitur, International Baccalaureate (IB) ou Baccalauréat (Bac). 

Habilidades profissionais

Desde o início do curso, os estudantes são preparados para a prática profissional em um leque diverso de carreiras globais. Adquirem repertório de conceitos, métodos e técnicas para dar assessoria, fazer análises qualificadas da conjuntura política e econômica, gerir projetos, elaborar pedidos de financiamento, escrever artigos de opinião para a grande imprensa, produzir e gerenciar grandes bases de dados, interpretar estatísticas e desenhar estratégias de negociação. Ao fim do curso, os alunos estarão qualificados para realizar essas tarefas com proficiência em ambientes multiculturais e multilinguísticos.

Internacionalização

O curso foi desenvolvido visando preparar os alunos para alcançar carreiras globais de sucesso. Para tanto, a Escola conta com amplas conexões internacionais, criando possibilidades de intercâmbio para os alunos nas melhores universidades ao redor do mundo. A Escola também prepara os discentes para se candidatarem a vagas de estágio e pósgraduações no exterior.

Corpo docente qualificado

Nossos professores obtiveram seus respectivos doutorados em universidades de ponta mundo afora. Além da excelência acadêmica, o corpo docente é caracterizado pela experiência profissional em organismos internacionais, na formulação de políticas públicas e em consultorias privadas, além de pesquisa aplicada à solução de problemas do mundo real.

Nós sabemos que a escolha de uma profissão é uma das grandes decisões que você vai tomar na vida. Por isso, a FGV quer ajudar você a conhecer um pouco mais sobre sua futura carreira.

A formação em Relações Internacionais abre portas para você trabalhar num leque amplo de profissões globais. Veja alguns exemplos ao lado:

  • Gestão de projetos e avaliação de impacto em órgãos tais como Secretariado Geral da ONU, UNICEF, Alto Comissariado para Refugiados, Organização Mundial da Saúde.
  • Monitoramento de projetos e gestão de dados em instituições como Banco Mundial, Fundo Monetário Internacional, Banco Interamericano de Desenvolvimento, Organização Mundial do Comércio, Banco dos BRICS.

Mensuração e avaliação de risco político para bancos privados nacionais e estrangeiros, BOVESPA e hedge funds no Brasil e no exterior.

  • Análise para consultorias de risco político
  • Identificação de soluções para crises de imagem, assessoria parlamentar e representação de interesses de empresas privadas junto ao setor público
  • Elaboração de campanhas sociais, advocacy, promoção de iniciativas de responsabilidade social das empresas.
  • Relações institucionais de empresas multinacionais e start-ups de alcance global. 
  • Diplomacia empresarial, promoção comercial e comércio exterior.
  • Assessoria a equipes de negociação em ambientes de conflito.

Elaboração de projetos para organismos de alcance global como Greenpeace, Human Rights Watch e Anistia Internacional ou organizações filantrópicas internacionais como Fundação Bill and Melinda Gates, Fundação Ford e Fundação Fullbright.

Captação de financiamento e campanhas de advocacy para organismos de alcance local que, sendo pequenos, precisam maximizar e mensurar com precisão o seu impacto social.

  • Trabalho de gestão, negociação e interpretação de dados complexos em órgãos tais como Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty), BNDES, Polícia Federal, Petrobras, Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.
  • Assessoria internacional junto ao Senado Federal, à Câmara dos Deputados e aos tribunais superiores do país.
  • Assessoria internacional para governos municipais e estaduais.
  • Cobertura internacional para a grande imprensa (jornais, blogs e televisão).
  • Assessoria de comunicação para governos, organismos internacionais ou empresas privadas.
  • Media training e gestão de imagem global de indivíduos, marcas ou governos.

Prosseguimento para um programa de pós-graduação em uma das melhores universidades do mundo, visando uma carreira em pesquisa e/ou docência em Relações Internacionais.

A Escola de Relações Internacionais oferece três modalidades de bolsa de estudo.

Bolsas mérito

Atribuída em função do desempenho acadêmico do aluno. No caso de alunos ingressantes, considera-se a performance no Processo Seletivo Vestibular, conforme a tabela abaixo:

VESTIBULAR

1° e 2° LUGARES - 100%  

3° e 4º LUGARES - 90%

5º e 6º LUGARES - 80%

7° e 8° LUGARES - 70%

Bolsas restituíveis – Financiamento

Destinada a alunos com necessidade comprovada, consistem em um financiamento que cobre entre 20 e 100% da mensalidade do curso. O ressarcimento é obrigatório e será realizado após a conclusão do curso.  

Bolsas não restituíveis

Bolsa de estudos para alunos com dificuldade econômica: os alunos aprovados nas modalidades Vestibular ou ENEM poderão pleitear uma bolsa não restituível (20% a 100% da mensalidade).  

Para mais detalhes sobre as bolsas oferecidas para cada curso, ler o Edital.  

VÍDEOS

As manifestações expressas por integrantes dos quadros da Fundação Getulio Vargas, nas quais constem a sua identificação como tais, em artigos e entrevistas publicados nos meios de comunicação em geral, representam exclusivamente as opiniões dos seus autores e não, necessariamente, a posição institucional da FGV. Portaria FGV Nº19.